Por uma política efetiva de atenção integral à saúde do adolescente em conflito com a lei privado de liberdade

O texto produzido pelas pesquisadoras do eixo Criança, Adolescência e Violência surge como uma forma de mostrar ao público em geral algo tão relevante em suas pesquisas: a necessidade de ser formulada uma política efetiva que proteja a saúde dos adolescentes em privação de liberdade. Dessa forma, além de ser demonstrada essa necessidade ao longo do texto, as autoras repassam as portarias, medidas e resoluções que já foram criadas nesse sentido e citam autores que defendem essa política efetiva. Questiona-se ainda no texto o papel dos agentes de saúde, personagens centrais dessa discussão. Por fim, ressalta-se o que já foi feito e o que deverá ser construído a fim de que os adolescentes em conflito com a lei e privados de liberdade não sejam vítimas da violência e tenham seu direito à saúde garantido.

Por uma política efetiva de atenção integral à saúde do adolescente em conflito com a lei privado de liberdade

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Raquitismo

Variabilidade da frequência cardíaca pode determinar risco de morte nasepse

Recomendações sobre sono seguro