Sarna

É a infecção da pele por um carrapato muito pequeno, que não pode ser visto sem uma lente de aumento. A infecção por esse carrapato, ou ácaro, é também chamada de “escabiose”.



Ele pode passar de uma pessoa para outra através do contato de pele ou pelas roupas. Na pele ele causa o aparecimento de coceira e pequenos calombos avermelhados, principalmente nas axilas, entre os dedos, nas dobras das virilhas e nas nádegas. No menino, esses calombos são muito comuns no pênis e no saco (bolsa escrotal ou escroto). Quando mais de uma pessoa na casa apresenta pequenos calombos e coceira no corpo, especialmente à noite, é muito provável que seja sarna. Na criança de colo, que não sabe ainda se coçar, é muito comum a agitação no berço, às vezes esfregando um pé no outro.

O tratamento é feito aplicando medicamento apropriado em todo o corpo, durante três dias seguidos. Deve ser repetido após uma semana. Todas as pessoas que convivem com a criança devem ser examinadas e controladas, para tratamento, se necessário. As roupas devem ser lavadas e expostas ao sol, não sendo necessário fervê-las.

Nota: Os medicamentos de escolha são, pela ordem: benzoato de benzila a 20% ou monossulfiram a 10%. Em crianças pequenas e peles sensíveis dar preferência a monossulfiram, tiabendazol e fórmula com Enxofre precipitado 5, Bálsamo do Peru 10 e Vaselina qsp 100. Uma fórmula simples, nesses casos, é a pasta d’água (processo mnemônico – gato – glicerina, água de cal, talco, óxido de zinco: 25, 25, 25, 25), acrescentada de enxofre, 5 a 10 g, dependendo da sensibilidade da pele. Se necessário tratar previamente infecção secundária (piodermite). Usar corticóide tópico em lesões eczematizadas. Algumas vezes é necessário o uso de anti-histamínico sistêmico, se o prurido é muito intenso. O Sarcoptes não vive mais que 24 horas fora do corpo. (não ferver roupas)

 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Recomendações sobre sono seguro

Gastrite

Raquitismo