Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2011

Mineiros "órfãos" de pediatras e geriatras

Imagem
Minas Gerais tem enfrentado hoje um problema que muitos não imaginavam: a falta de pediatras. A Sociedade Mineira de Pediatria estima que nos últimos quatro anos pelo menos 19 serviços de atendimento à criança tenham sido fechados em Belo Horizonte e situação é ainda pior quando se analisa todo o estado. O mesmo problema tem ocorrido com a geriatria. Com a falta desses profissionais, a assistência à saúde da criança e do idoso fica prejudicada, pois muitas vezes não é possível realizar o acompanhamento dos pacientes de maneira adequada.Fonte: Jornal Hoje em Dia

Prevenção desde a infância

Imagem
Deficiências visuais podem levar a dificuldades no aprendizado e no relacionamento social, por isso a importância de um acompanhamento oftalmológico periódico desde a infância. Diversos problemas oftalmológicos, se diagnosticados precocemente, podem ser tratados com grandes chances de resultado.  Estima-se que 80% dos casos de cegueira estejam nos países em desenvolvimento e que 66% desses casos poderiam ter sido prevenidos ou curados. Recomenda-se que o exame oftalmológico seja feito logo após o nascimento, aos 6 meses, por volta dos 3 ou 4 anos e periodicamente ao longo do período escolar.

Evento discute Neurologia Pediátrica

A Faculdade de Medicina e o Hospital das Clínicas da UFMG promovem, em agosto,o 2º Simpósio de Neurologia Pediátrica.O evento é voltado para alunos de graduação e profissionais da área de saúde. O 2º Simpósio de Neurologia Pediátrica inicia-se no dia 26 de agosto, à noite, e termina no fim da manhã do sábado, 27. A programação inclui mesas-redondas sobre paralisia cerebral e epilepsia, além de palestra sobre Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade.As inscrições devem ser feitas até o dia 24 de agosto no site da Fundep. Na mesma página, está disponível a programação.FONTE: Portal da Faculdade de Medicina da UFMG

Deve ser permitida a internação compulsória de viciados em crack?

Imagem
Em 25/06/2011, a coluna Tendências/Debates do jornal a Folha de São Paulo trouxe à baila importante e atual discussão sobre o dilema da internação compulsória ou não de aditos ao crack. A complexa problemática que envolve a disseminação e o uso dessa droga altamente presente nas culturas ocidentais contemporâneas é foco de discussão dos artigos de autoria de Luis Flávio Sapori, sociólogo e professor da PUC MINAS e Dartiu Xavier da Silveira, médico psiquiatra e professor da UNIFESP. O primeiro acredita que a internação compulsória desse indivíduo faz parte de um conjunto de ações de responsabilidade do Estado junto à Sociedade Civil que tem como objetivo final a expansão da metodologia de tratamento do usuário de crack. Já o segundo defende que a dependência por drogas não se resolve através de medida compulsória e que enveredar por essa via seria reproduzir o discurso higienista que tenta livrar o social de qualquer mal, de qualquer ameaça à ordem estabelecida.Nessa série de reportage…

Professor discute Teste do Pezinho em Audiência Pública

O portal da Faculdade de Medicina da UFMG está disponibilizando vídeo que contém o pronunciamento do professor Marcos Aguiar durante a Audiência Pública sobre o Teste do Pezinho, realizado pelo Senado Federal.Lei matéria na íntegra clicando aqui.Assista ao vídeo no link abaixo:Audiência Pública sobre Teste do Pezinho - 06/06/2011 from Medicina UFMG on Vimeo.