Educar as crianças para promover a saúde

 

Crianças bem informadas podem contribuir para que os pais adotem um estilo de vida mais saudável. O assunto será apresentado na mesa-redonda “Começando pela criança: Educação e Saúde”, na quinta-feira, 3 de novembro, às 14h30, no Auditório Topázio do Minascentro, dentro da programação do 2º Congresso Nacional de Saúde da Faculdade de Medicina na UFMG.

 

 

A mesa será coordenada pela professora da Escola de Música da UFMG, Betânia Parizzi. Segundo ela, as crianças podem mudar o comportamento dos adultos mais próximos a partir da orientação que recebem na escola. “Quando as crianças são orientadas por professores ou profissionais de outras áreas, elas levam esse conhecimento para casa e, muitas vezes, influenciam positivamente o comportamento dos pais”, explica.

Um exemplo citado pela professora está relacionado à questão do tabagismo. Nas escolas, a conscientização dos malefícios do fumo acontece ainda na infância. Assim, explica Betânia Parizzi, os filhos de pais fumantes argumentam, dialogam, insistem e questionam este hábito dentro da família. O resultado é que, em muitos casos, os pais deixam de fumar por influência dos filhos.

A mesa também terá a participação da professora Luciana Fornare, de São Paulo, e da pedagoga Adilana de Oliveira Alcântara, da Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte. A mesa-redonda integra o eixo “Programa de Promoção da Saúde na Perspectiva dos Indivíduos.”

Congresso

Outros seis eixos integram o 2º Congresso Nacional de Saúde da Faculdade de Medicina da UFMG:  Políticas Públicas de Promoção de Saúde;  Políticas de Promoção da Saúde nas Organizações;  Políticas de Promoção da Saúde nas Empresas de Saúde Suplementar; Políticas de Promoção da Saúde nas Universidades;  Mídia e a Promoção da Saúde e Políticas Urbanas de Promoção da Saúde, que integra a 10ª Conferência Internacional de Saúde Urbana (ICUH 2011).

Mais informações e inscrições: www.medicina.ufmg.br/congressosaude ewww.icuh2011.org

 

 

 

 

 

 

Fonte: Portal da Faculdade de Medicina da UFMG

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Variabilidade da frequência cardíaca pode determinar risco de morte nasepse

Trombose de veia porta após cateterismo venoso umbilical: revisão da epidemiologia, profilaxia, diagnóstico e tratamento

Raquitismo