MedCine debate a legislação para menores infratores

 

O último MedCine de 2011 exibe o documentário brasileiro Juízo, dirigido por Maria Augusta Ramos. A sessão de cinema comentada por especialistas será na quarta-feira, 30 de novembro, às 18 horas, na sala 34.  O debatedor será o juiz da Vara da Infância e da Juventude de Belo Horizonte, José Honório de Rezende, a convite dos coordenadores do Observatório da Saúde da Criança e do Adolescente (ObservaPED), ligado ao Departamento de Pediatria da Faculdade de Medicina da UFMG. A sessão é gratuita e aberta ao público externo.

Divulgação

Juízo conta a história real de jovens que ainda não completaram a maioridade penal, mas que estão em conflito com a lei por motivos como roubo, tráfico e homicídio. A trajetória desses adolescentes entre o momento da prisão e o julgamento é representada por atores, já que a identificação de jovens infratores é proibida por lei. As cenas finais revelam as consequências de uma sociedade que recomenda “juízo” a seus filhos, mas não o pratica.

Todos os outros personagens – juízes, promotores, defensores, familiares – são pessoas reais filmadas durante as audiências na II Vara da Justiça do Rio de Janeiro e durante visitas ao Instituto Padre Severino, local de reclusão dos menores infratores.

O MedCine é uma realização do Núcleo de Apoio Psicopedagógico aos Estudantes de Medicina (Napem), com apoio do Diretório Acadêmico Alfredo Balena (DAAB) e da Assessoria de Comunicação Social (ACS) da Faculdade de Medicina.

Fonte:  Portal da Faculdade de Medicina da UFMG

 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Raquitismo

Variabilidade da frequência cardíaca pode determinar risco de morte nasepse

Recomendações sobre sono seguro