Afastamento escolar

Crianças com doenças agudas não devem ir à aula mediante algumas condições de saúde.



A creche ou escola deve passar informações para todos os pais sobre doenças que estejam acontecendo na comunidade e deve ainda informar às autoridades de saúde (vigilância sanitária) para que providências de saúde pública possam ser tomadas.
A criança deve ser afastada da creche ou escola nas seguintes condições:

Crianças com doenças agudas não devem ir à aula. A creche ou escola deve passar informações para todos os pais sobre doenças que estejam acontecendo na comunidade e deve ainda informar às autoridades de saúde (vigilância sanitária) para que providências de saúde pública possam ser tomadas.

A criança deve ser afastada da creche ou escola nas seguintes condições:

• Doença que afeta o estado geral da criança, com prostração, falta de apetite, irritabilidade, dificuldade para respirar e, principalmente, febre.

• Doença que exige maior cuidado do que a equipe da creche ou escola pode dar.

Diarreia e vômitos.

• Feridas na boca e salivação excessiva (estomatite, sapinho).

• Doença exantemática com febre.

Conjuntivite, com purgação nos olhos ou pálpebras inchadas.

• Tuberculose, até liberação médica.

Impetigo, até um dia depois de iniciado o tratamento com antibióticos.

• Infecção febril de garganta (faringite ou amigdalite estreptocócica), até um dia depois de iniciado o tratamento com antibióticos e ter estado um dia sem febre.

Sarna e piolhos, até o término do primeiro tratamento tópico (quatro dias).

• Catapora (varicela), até uma semana após o início do exantema.

Caxumba, até uma semana após o início da inchação da glândula (parótida).

• Hepatite A, durante 15 dias, sendo necessário atestado de liberação médica para retorno às aulas.

 

Veja também: Doenças transmissíveis.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Raquitismo

Variabilidade da frequência cardíaca pode determinar risco de morte nasepse

Recomendações sobre sono seguro