Caxumba

É uma doença viral transmitida pelo contato com saliva ou secreções do trato respiratório do doente e caracterizada pelo aumento das glândulas produtoras de saliva. Também é chamada de parotidite. É mais frequente entre cinco e 18 anos. A vacinação (tríplice viral) reduz significativamente o surgimento da doença.



O diagnóstico é baseado nos sintomas e em dados como a idade do paciente, a ausência de vacinação prévia e o contato com portadores da doença. O sintoma mais comum é a inflamação da glândula parótida – glândula produtora de saliva localizada à frente das orelhas –, podendo ser acompanhada de febre, dor de cabeça, mal-estar, dor muscular e nas articulações. Após alguns dias, a glândula do outro lado também costuma aumentar de tamanho. Geralmente a criança queixa-se de “dor no ouvido”, que piora com a ingestão de alimentos ácidos e pela sensação de secura na boca.


Em alguns casos, pode haver acometimento de outras glândulas salivares. A infecção pode acometer outros órgãos, como o cérebro, os testículos, o pâncreas, as articulações, o coração, etc. Algumas complicações raras da caxumba são surdez, tonteira, vômitos, paralisia facial e infertilidade. O paciente deve ser observado por um médico para que sejam descartadas outras doenças que causam sintomas parecidos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Variabilidade da frequência cardíaca pode determinar risco de morte nasepse

Trombose de veia porta após cateterismo venoso umbilical: revisão da epidemiologia, profilaxia, diagnóstico e tratamento

Raquitismo