Bullying afeta 26% dos Jovens

 

Bullying afeta 26% dos Jovens

Em Belo Horizonte, um em cada 4 jovens relatam ter vivido situações de bullying, isso é o que mostra a pesquisa realizada pela psicóloga Michelle Ralil Costa, aluna da pós-graduação em Ciências da Saúde, atuante na área de concentração Saúde da Criança e do Adolescente da Faculdade de Medicina da UFMG e pesquisadora do Observatório de Saúde Urbana da UFMG. 26% dos jovens da capital afirmam ter sofrido esse tipo de violência no ambiente escolar ou em sua proximidade. A autora do estudo descreve quem seria a vítima em potencial e dá maiores detalhes, incluindo o dos rumos futuros que sua pesquisa tomará. O Bullying se caracteriza atualmente por um grave problema de saúde pública que acomete a juventude brasileira e deve ser, portanto, enfrentado em sua complexidade e multicausalidade tanto pela pesquisa científica quanto pelas políticas públicas concernentes ao jovem.

Acessar reportagem do Estado de Minas

Notícia divulgada pelo Boletim Informativo da Faculdade de Medicina em 14/08/2012: http://www.medicina.ufmg.br/noticias/?p=29403

 

Entrevistas com Michelle Ralil, entre outros especialistas, que foram veiculadas pelo Programa de Rádio Saúde com Ciência da Rádio Educativa UFMG: http://www.medicina.ufmg.br/radio/programas/2012/sem23.php

 

Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar – Pense 2009: http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/pense/pense.pdf

 

Observatório de Saúde Urbana da Faculdade de Medicina/UFMG em parceria com a Prefeitura de Belo Horizonte: http://www.medicina.ufmg.br/osubh/

 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Variabilidade da frequência cardíaca pode determinar risco de morte nasepse

Trombose de veia porta após cateterismo venoso umbilical: revisão da epidemiologia, profilaxia, diagnóstico e tratamento

Raquitismo