Enxaqueca

É uma doença que acomete ambos os sexos, mais comum em meninas na adolescência e caracterizada por dor de cabeça de início abrupto, intensa e pulsátil, frequentemente associada à dificuldade de ficar em lugares claros e barulhentos e piora com exercícios físicos.



Náuseas, vômitos, dormências no corpo, dificuldades de fala, sensação de tonteira e vertigem também podem ocorrer. Antes do aparecimento da dor, podem surgir irritabilidade, palidez e olheiras. Os analgésicos funcionam melhor nessa fase, antes do aparecimento da dor. A enxaqueca pode ainda ser precedida ou acompanhada por alterações visuais (enxaqueca com aura).


A prevenção da enxaqueca é feita evitando-se fatores que podem desencadear a doença, tais como os alimentares (queijos, café, refrigerante, álcool, chocolates, etc.) e não alimentares (odores fortes, luminosidade e ruídos intensos, mudanças no sono, intervalos longos entre as refeições, período menstrual, etc.). Em alguns casos, a criança pode ser medicada profilaticamente, de maneira a evitar o aparecimento de novas crises.


 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Variabilidade da frequência cardíaca pode determinar risco de morte nasepse

Trombose de veia porta após cateterismo venoso umbilical: revisão da epidemiologia, profilaxia, diagnóstico e tratamento

Raquitismo