SUS passa a oferecer vacina contra catapora

A ideia é reduzir em 80% as internações pela doença





O Programa Nacional de Imunizações do Brasil está incluindo, a partir do segundo semestre de 2013, a vacina antivaricela no calendário vacinal público das crianças, no segundo ano de vida. A vacina antivaricela disponível estará associada à vacina tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola), formando a vacina quádrupla viral. Os profissionais de saúde poderão observar algumas pequenas mudanças no calendário vacinal para possibilitar a inclusão dessa vacina, que, sem dúvida, contribuirá para redução da ocorrência e do comprometimento das crianças pelo vírus da varicela (ou catapora). Informem-se mais na publicação Saúde Plena, no site www.saúde.gov.br/imunizações e publicação MMWR (2011). Planeja-se a inclusão de outras vacinas no calendário em curto espaço de tempo - HPV, hepatite A e tríplice bacteriana tipo adulto com pertussis acelular (essa para as gestantes), ampliando sobremaneira a proteção da população brasileira contra as doenças infecciosas imunopreveníveis.


 

Professora Gláucia Andrade







Crianças de 15 meses que já tenham recebido a primeira dose da tríplice viral vão passar a ser vacinadas também contra catapora, incluída na vacina tetra viral, que protege ainda contra a rubéola, caxumba e sarampo. A nova vacina (injetável) substitui a segunda dose da tríplice viral.



Com a inclusão, a ideia é reduzir em 80% as internações pela doença. Por ano, cerca de 9 mil pessoas são internadas e mais de 100 morrem por causa da catapora. A vacina tetra viral tem 97% de eficácia e raramente causa reações alérgicas. A previsão do ministério é que a vacina esteja disponível em todas os 34 mil pontos de vacinação até o final do mês.

De acordo com o Ministério da Saúde, as doses já foram repassadas para as secretarias estaduais de Saúde, mas estado e município define como e quando será feita a imunização. A pasta recomenda que os pais ou responsáveis se informem no posto de saúde mais próximo de casa.

Catapora



A doença, que tem o nome científico de varicela, é uma infecção altamente contagiosa e causada pelo vírus varicela-zóster. A transmissão é feita pelas vias respiratórias, por partículas transportadas pelo ar contaminadas com o vírus. Os sintomas costumam aparecer de 10 a 21 dias depois da infecção e incluem dores de cabeça leves, febre moderada, perda de apetite e mal-estar. Dois a três dias depois dos primeiros sinais, surgem erupções avermelhadas com coceira. O tratamento pode ser atópico ou com o uso de medicamentos. Entre 2000 e 2011, foram registradas 69.525 internações por catapora no país.



Redação: http://sites.uai.com.br/app/noticia/saudeplena/noticias/2013/09/03/noticia_saudeplena,145280/sus-passa-a-oferecer-vacina-contra-catapora.shtml

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Variabilidade da frequência cardíaca pode determinar risco de morte nasepse

Trombose de veia porta após cateterismo venoso umbilical: revisão da epidemiologia, profilaxia, diagnóstico e tratamento

Raquitismo