Regurgitação

É o retorno não forçado do conteúdo do esôfago e estômago sem a contração da musculatura abdominal. É um evento comum em lactentes. A causa mais comum deve-se à maneira como o bebê pega o peito.O ideal é que ele coloque dentro da boca toda a aréola (parte escura do seio) e não apenas o bico, evitando engolir muito ar. O ar engolido em excesso, ao sair pela boca, leva junto o leite, causando a regurgitação. O uso de mamadeira favorece a regurgitação. A mamadeira deve ficar bem levantada para que seu bico seja totalmente preenchido por leite, evitando-se que a criança engula ar.

É possível reduzir a regurgitação por meio de algumas medidas simples como colocar o bebê para arrotar com maior frequência durante e após a mamada e movimentá-lo o mínimo possível após a refeição. Colocar a criança deitada de lado com elevação do berço, e não usar roupas apertadas são outras medidas para reduzir os sintomas. Geralmente, essas medidas posturais associadas ao aleitamento materno são suficientes para diminuir a regurgitação.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Variabilidade da frequência cardíaca pode determinar risco de morte nasepse

Trombose de veia porta após cateterismo venoso umbilical: revisão da epidemiologia, profilaxia, diagnóstico e tratamento

Raquitismo