Fugindo do óbvio na hora do exercício

Programa de rádio apresenta série dedicada a outros tipos de atividade, como a hidroginástica e a ioga, que trabalham aspectos físicos e mentais

saudecomcienciaNós, seres humanos, não fomos feitos para ficar parados – a atividade física é fundamental e, mais do que isso, uma necessidade. Sendo assim, não é possível que uma pessoa sedentária tenha uma saúde plena. “Nossa espécie precisa de exercício físico. Quando nós ficamos sedentários, ficamos doentes. O ideal é que todo mundo realize algum tipo de atividade, inclusive as pessoas mais velhas”, garante o professor titular da Escola de Educação Física da UFMG, Luiz Oswaldo Rodrigues, que também é profissional voluntário do Hospital das Clínicas da UFMG.

[caption id="attachment_42274" align="alignleft" width="300"]Ioga é destaque da série "Fuja do óbvio! Conheça outros tipos de atividade". Foto: Reprodução / Internet Ioga é um dos destaques da série "Fuja do óbvio! Conheça outros tipos de atividade". Foto: Reprodução / Internet[/caption]

Por motivos diversos, existem situações em que o indivíduo não consegue realizar exercícios no solo, por exemplo, mas tem como opção práticas “mais leves”, caso da hidroginástica. “Pessoas que têm artrose, doenças articulares e que devem evitar exercícios no solo, podem encontrar dentro das piscinas um ambiente em que existe esforço físico, mas que não vai fazê-las sentir dor”, explica Luiz Oswaldo Rodrigues.

E a hidroginástica é apenas uma das alternativas pra quem busca algo diferente de atividades como o futebol e a musculação. Segundo o professor de ioga Ricardo Gaya, graduado em Filosofia pela UFMG, a prática surgida no Oriente, comumente associada à meditação, também trabalha questões físicas. “A ioga vai desenvolver uma consciência corporal aguçada. Através das posturas, a pessoa vai sentir regiões do corpo que talvez ela ainda não tenha percebido. Também vai trabalhar força e flexibilidade, o alongamento do corpo”.

Ricardo Gaya ainda afirma que os benefícios da prática podem ser levados para o dia-a-dia do indivíduo. “A ioga vai sendo refletida nas ações rotineiras. A mente pode estar acelerada e a pessoa pode estar em paz com ela mesma. Então ela vai sentir bem-estar na hora de dormir, vai conseguir relaxar melhor. Essa consciência interna e externa tende a ser desenvolvida” resume.

Tema da semana


Tipos de luta, dança e ginástica artística também são temas deste Saúde com Ciência. Confira a programação:

Dançar pelo corpo e pela mente – segunda-feira (15/09/2014)


Ginástica artística – terça-feira (16/09/2014)


Hidroginástica – quarta-feira (17/09/2014)


Ioga: trabalhando aspectos mentais e físicos – quinta-feira (18/09/2014)


Lutas e saúde – sexta-feira (19/09/2014)


Sobre o programa de rádio


O Saúde com Ciência é produzido pela Assessoria de Comunicação Social da Faculdade de Medicina da UFMG e tem a proposta de informar e tirar dúvidas da população sobre temas da saúde. De segunda a sexta-feira, às 5h, 8h e 18h05, ouça o programa na rádio UFMG Educativa, 104,5 FM. Ele ainda é veiculado em 54 emissoras de rádio de Minas Gerais, Paraná e Estados Unidos. Também é possível conferir as edições pelo site do Saúde com Ciência.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Trombose de veia porta após cateterismo venoso umbilical: revisão da epidemiologia, profilaxia, diagnóstico e tratamento

Doenças relacionadas ao glúten

Pesquisa investiga relação da disfunção do músculo subescapular após artroplastia