Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2015

Abordagem da violência é incipiente na Atenção Básica de Saúde

Imagem
Capacitação de profissionais é uma solução apontada por pesquisa

A Atenção Primária à Saúde (APS) funciona como porta de entrada dos indivíduos ao Sistema de Saúde e está inserida no contexto de vida da população. Trabalhando na APS desde 2005, a gerente de Unidade Básica e autora da pesquisa defendida junto ao Programa de Pós-Graduação em Promoção da Saúde e Prevenção da Violência da Faculdade de Medicina da UFMG, Elisane Adriana Santos Rodrigues lida com o desafio da Atenção Básica em abordar casos de violência apresentados por seus usuários.

Como parte do estudo “Promoção de Saúde e Prevenção da Violência na Atenção Básica de Saúde”, desenvolvido pelo Núcleo de Promoção de Saúde e Paz do Departamento de Medicina Preventiva e Social da Faculdade de Medicina da UFMG desde o início de 2012, a pesquisa entrevistou 628 usuários e 300 profissionais da APS de 58 Unidades de Atenção Primária do município de Ribeirão das Neves. “Queríamos conhecer as percepções e vivências de profissionais e …