Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2016

"Pílula do câncer": Associação Brasileira de Saúde Coletiva pede veto à liberação do medicamento

Imagem
O  Projeto de Lei 4639/16 , que autoriza a produção e o uso da fosfoetanolamina sintética aos pacientes com câncer mesmo antes da conclusão dos estudos que permitam à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) analisar o pedido de registro definitivo dela como medicamento, foi aprovado pelo Senado Federal no dia 23 de março e aguarda a sanção ou o veto da Presidência da República. Tendo como objetivo o veto à liberação do medicamento, a Associação Brasileira de Saúde Coletiva encaminhou para a presidente Dilma Rousseff uma Carta Aberta. Confira o documento na íntegra: [caption id="attachment_1097" align="aligncenter" width="636"] A Carta está disponível no site da Abrasco[/caption] A professora do Departamento de Pediatria, Karla Rodrigues, explica os motivos que poderiam ter levado a Abrasco a pedir pelo veto da Presidência. A descoberta de novos produtos medicinais envolve em geral, a pesquisa em laboratório e testes em animais (estudo pré-clínic

Professora comenta sanção do Marco Legal da Primeira Infância

Imagem
Marco Legal da Primeira Infância    [caption id="attachment_1085" align="alignright" width="301"] Site Oficial[/caption] Em março de 2016, foi sancionada a lei 13.257 que estabelece princípios e diretrizes para a implementação de políticas públicas para promoção da primeira infância. O Brasil é o primeiro país da América Latina a instituir uma legislação avançada que promove os direitos da criança e sua relação com a família e a sociedade. A primeira infância compreende o período da concepção até seis anos de vida. É nela que ocorre o desenvolvimento de habilidades sensório-motoras, sócio-emocionais e cognitivas, repercutindo ao longo da vida. É uma etapa fundamental na construção e formação da criança. Atualmente, existe uma preocupação mundial em promover um desenvolvimento pleno e integral do indivíduo.   A prioridade absoluta é assegurar os direitos da criança e do adolescente brasileiro, com as seguintes medidas:   Participação com escuta das própr