Alimentação

É uma prática natural, que cada família realiza de acordo com seus valores e suas posses.  O ato de alimentar é também sempre um ato social e afetivo. A maneira com que uma criança se alimenta contribui para seu desenvolvimento, sua segurança e sua felicidade. A criança pequena deve ser alimentada com carinho, com afagos, ouvindo a voz da mãe. A criança maior, quando aprende a alimentar-se junto com outras crianças, está aprendendo a convivência e a socialização. Por isso é preciso que se entenda a alimentação da criança dessa forma e que qualquer esquema de orientação de alimentação não pode ser rígido. Deve ser discutido com a família ou com as pessoas que cuidam da criança, não só o que oferecer, mas como oferecer os alimentos. Além do mais, na alimentação há sempre novidades, como os alimentos de época e as novas receitas, e pode-se estar sempre criando e aprendendo.  

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Variabilidade da frequência cardíaca pode determinar risco de morte nasepse

Trombose de veia porta após cateterismo venoso umbilical: revisão da epidemiologia, profilaxia, diagnóstico e tratamento

Raquitismo