Sinais de alerta em pediatria

São sinais identificados na avaliação da criança que auxiliam no reconhecimento de situações de urgência e emergência pediátrica. A criança, muitas vezes, não consegue manifestar ou descrever o que está sentindo e a identificação dos sinais de alerta torna-se fundamental. Alguns sinais que devem ser valorizados são:

  • Pele acinzentada, pálida ou arroxeada;

  • Consciência alterada, confusão mental;

  • Criança muito sonolenta (dormindo mais que o habitual) ou irritada;

  • Prostração;

  • Criança que não reconhece os pais;

  • Extremidades frias e arroxeadas;

  • Febre alta;

  • Diminuição da quantidade de urina;

  • Respiração rápida ou muito lenta para a idade;

  • Presença de esforço para respirar ou cansaço;

  • Frequência cardíaca aumentada ou diminuída para a idade;

  • Dor de cabeça com uma ou mais das seguintes características: intensa, de início súbito; aumento na frequência e intensidade da dor; que não passa com analgésico comum; que tem recorrência matinal; ou que desperta a criança;

  • Vômitos biliosos, em jato ou persistentes;

  • Diarreias persistentes;

  • Dor abdominal intensa e continua.


Na presença de algum destes sinais, a criança deve ser levada imediatamente para uma avaliação clínica.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Variabilidade da frequência cardíaca pode determinar risco de morte nasepse

Trombose de veia porta após cateterismo venoso umbilical: revisão da epidemiologia, profilaxia, diagnóstico e tratamento

Raquitismo