Colestase neonatal

É o termo utilizado para descrever as doenças que ocorrem no primeiro mês de vida em que há diminuição da eliminação da bile, que passa, então a acumular no organismo. Isso pode levar a cirrose com todas as suas complicações (ver cirrose).  As crianças podem apresentar icterícia (coloração amarelada de pele e olhos), urina de cor escura e fezes de cor clara ou esbranquiçada.

Pode ser causada por agentes infecciosos, tóxicos, doenças metabólicas, síndromes genéticas, entre outros. Uma de suas causas mais frequentes é a atresia biliar. A atresia biliar é uma doença que afeta os ductos biliares, canais por onde é eliminada a bile. Neste caso, o tratamento é cirúrgico e deve ser feito, idealmente, até os 60 dias de vida (ver cartilha Alerta Amarelo). Outras causas de colestase terão tratamentos diferentes.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Variabilidade da frequência cardíaca pode determinar risco de morte nasepse

Trombose de veia porta após cateterismo venoso umbilical: revisão da epidemiologia, profilaxia, diagnóstico e tratamento

Raquitismo