Megacólon Agangliônico Congênito (Doença de Hirschsprung)

O megacólon congênito é causado pela ausência de inervação do intestino grosso. Na maioria dos casos, a falta de inervação ocorre na sua porção final. Essa inervação é importante para que ocorram as contrações necessárias para a eliminação das fezes. Dessa forma, a ausência de parte da inervação intestinal, leva a incapacidade de eliminação das fezes, que irão se acumular, dilatando o intestino e causando distensão abdominal importante.

Trata-se de uma doença congênita, ou seja, que a criança já apresenta desde o nascimento, e é mais comum no sexo masculino.

Suspeita-se da doença quando o recém-nascido apresenta atraso maior do que 48 horas para eliminar as primeiras fezes (chamadas de mecônio) ou quando apresenta constipação intestinal grave sem resposta ao tratamento.

Complicações graves como enterocolite (inflamação grave do intestino) podem ocorrer.

A Doença de Hirschprung deve ser distinguida de outras doenças que também causam constipação intestinal e distensão abdominal, por isso, o diagnóstico deve ser feito pelo médico após consulta detalhada e a análise de exames.

O seu tratamento definitivo é cirúrgico, havendo geralmente uma evolução satisfatória do quadro.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Variabilidade da frequência cardíaca pode determinar risco de morte nasepse

Trombose de veia porta após cateterismo venoso umbilical: revisão da epidemiologia, profilaxia, diagnóstico e tratamento

Raquitismo