Gravidez na adolescência

Gravidez é um estado fisiológico da mulher que vai desde a fecundação até o parto e envolve mudanças físicas e psicológicas. Quando ocorre entre 12 e 19 anos, é denominada gravidez na adolescência e se constitui um problema de saúde pública, com consequências tanto para a mãe quanto para o filho. A gravidez na adolescência está associada a maior chance de desenvolvimento de anemia, hipertensão gestacional, desproporção entre a cabeça do bebê e o canal de parto, infecção urinária, placenta prévia, parto pré-maturo, complicações no parto, baixo peso do recém-nascido no nascimento, dificuldades na amamentação e mortalidade materna. Grande parte desses problemas está ligado à baixa adesão das adolescentes ao pré-natal. Além disso, a gravidez e a chegada de um filho tem impacto grande sobre a vida da mãe adolescente. Muitas tem de abandonar a escola precocemente, comprometendo sua formação profissional e inserção no mercado de trabalho, assumir funções de adultos e lidar com mudanças físicas e psicológicas para as quais ainda não estão preparadas, além das cobranças sociais que essa nova posição exige, o que leva a dúvidas, ansiedade e depressão. A gravidez na adolescência pode ser prevenida com o uso dos métodos anticoncepcionais, tais como preservativos (inclusive de uso masculino), pílulas e injeções anticoncepcionais, disponíveis gratuitamente nas unidades básicas de saúde. Como a gravidez na adolescência já é fator de risco, elas devem ter um acompanhamento especial por profissionais de saúde durante e após a gestação.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Recomendações sobre sono seguro

Gastrite

Raquitismo